Spitz Alemão pesando por volta de 3Kg no presente, os Pomerânias já pesaram 7 vezes esse valor, vindo a possuir, mais ou menos, quatorze quilos. Outra característica era seu pelo branco;
A Rainha Victoria foi a pessoa responsável pelo Lulu da Pomerânia que identificamos na atualidade. No final de 1800, ela abriu seu próprio canil e sucessivamente importava cachorros de porte menor e de todas as colorações, dando origem ao “perfeito” cachorro de colo;
Eles são derivados de cães que puxavam trenós na Finlândia e Islândia. Acredite se quiser, este cãozinho possui como alguns de seus ancestrais os gigantescos Malamute do Alasca, Samoyeda e Husky Siberiano;
Apenas um Lulu ganhou o Best in Show no Westminster desde que a competição começou em 1877: Great Elms Prince Charming II, no ano de 1988;
Dois Lulus da Pomerânia ficaram conhecidos por terem sobrevivido ao afundamento do Titanic no ano de 1912: Lady, da tutora Miss Margaret Hays e Pom, de Elizabeth Barrett Rothschild. Ambos fugiram com suas proprietárias em botes salva-vidas;
O especialista em teologia Martinho Luthero, possuía um Spitz Alemão chamado Belferlein que ele mencionou muitas vezes em seus escritos;
Michelangelo, possuía um que ficava sentado em um travesseiro de cetim vendo o artista desenhar o teto da Capela Sistina;
O físico Isaac Newton, tinha um cão da espécie denominado Diamond que poderia ter mordido muitos de seus manuscritos;
O músico Mozart inclusive era tutor de um Lulu da Pomerânia que se denominava Pimperl e a quem dedicou uma música;
Membros da realeza que já foram donos de um Pomerânia: Rainha Victoria, Rainha Charlotte (cônjuge de George III), Rei George IV, Maria Antonieta e Josephine Beauharnais (Soberana da França);
Nos dias de hoje, são tutores de um Lulu da Pomerânia: Zezé di Camargo, Karina Bacchi, Celso Zucatelli, Paris Hilton, Kelly e Sharon Osbourne, Eva Longoria, Nicole Richie, Jessica Alba, Gwen Stefani, LeAnne Rimes, Fran Drescher, Kate Hudson, Keanu Reeves, David Hasselhoff e Liza Minnelli;
Jiff é o Lulu da Pomerânia que participou do clipe “Dark Horse”, da popstar Katy Perry.

Gênese e História do cão Spitz Alemão

origem-spitz-alemao No momento em que olhamos para a cara atrativa de um Spitz muitas pessoas vão poder supor que se trata de um espécime mais atual na classe evolutiva. Na verdade, o Spitz acaba sendo considerado como um “Cão do tipo primitivo”. Esta identificação é realizada por cientistas com o intuito de identificar aqueles cachorros que ainda possuem aspectos muito particulares e significativos dos primeiros cachorros que despontaram no mundo todo.
Ao pesquisarmos as características físicas do bicho, podemos notar que o Spitz detém uma ordem de particularidades vindas rigorosamente dos seus ancestrais, os lobos. Especialmente a região do focinho, que é muito semelhante com esses parentes primitivos, além do formato das orelhas e do rabo.
Todos estes elementos acabaram tornando-se pistas relevantes para que os cientistas fossem capazes de rastrear a gênese da raça. Os pesquisadores inclusive não conseguem determinar o momento preciso da aparição desta raça como nós a conhecemos, todavia é muito provável que a origem do Spitz tenha acontecido em uma região conhecida como Pomerânia, posicionada entre a Alemanha e a Polônia.
De acordo com os levantamentos documentados, o Spitz acabou por se tornar bastante popular após ser acolhido como o animal de estimação oficial da realeza por George III e sua esposa. A rainha Victória, a qual foi neta de George III, acabou conhecendo a raça quando era somente uma criança, e naturalmente se admirou por estes afáveis animais, acolhendo eles para toda a vida.
Com este grande destaque, os cachorros dessa espécie acabaram se tornando ainda mais conhecidos no século XIX, já que toda família abastada, ou que ao menos pretendia parecer nobre, adotava um representante da espécie. Naquele mesmo século, o Spitz tornou-se aceito de forma oficial pelo The Kennel Club.

Aspectos corporais do cão da espécie Spitz Alemão

O Spitz possui cabeça de raposa, larga na parte posterior e que se afina progressivamente até a ponta do focinho. A trufa é pequena e cilíndrica. Os olhos, um tanto angulosos, são de coloração escurecida. As orelhas, curtas, em forma de triângulo e inseridas no alto, são mantidas a toda a hora na posição vertical.
O peito é profundo e o dorso curto. A cauda é inserida no alto e peluda, erguida desde a raiz e enrolada sobre os quadris. Essa morfologia, típica dos Spitz, evolui em razão do formato. Então, ao passo que o tamanho minimizou, nota-se que expande o aspecto maciço do corpo e também que a cabeça torna-se relativamente maior e o crânio mais bombeado, além da ossatura ficar mais leve. Achamos todos esses traços repetidos no Spitz Anão.
As pigmentações do pelo do Spitz Alemão são inúmeras e diversificadas e a faixa que temos capacidade de optar é grande: vai desde o preto, marrom, branco, alaranjado, cinza lobo e outras colorações. A coloração do pigmento no focinho é preta, menos nos cachorros de pelagem marrom que tem uma pigmentação castanho escuro.
A abundante pelagem é de duas bases. A subcamada é suave e de lã e a base externa é macia, de textura áspera sem agarrar no corpo. Os pelos do pescoço, do peito e da parte anterior das espáduas é considerável e forma um colarinho.

Temperamento do Spitz Alemão

comportamento-spitz-alemao Caso você esteja procurando um cachorro de companhia que vai ser um companheiro para todos os momentos, e não uma espécie que apenas irá se ajeitar no melhor espaço do sofá e dormir durante o dia todo, o Spitz Alemão será capaz de ser uma ótima escolha. Esta espécie parece estar constantemente de bem com a vida, decidido a passatempos. E no momento em que não é incitado, tem o hábito chamar o seu proprietário à farra.
Uma característica comportamental deste cachorro que pode trazer alguns problemas, especialmente para os que residem em apartamentos, é o fato deles gostarem bastante de ladrar. Essa raça costuma latir muito e por qualquer razão. Como são cahorros sempre alertas e com uma excelente percepção, dado que o molde das suas orelhas é propício para isto, ladrem sempre quando tem alguma pessoa desconhecida se aproximando. Conceda certo estilo de treinamento para que os latidos sejam contidos.
Apesar de não serem considerados os cachorros mais sagazes do planeta, a espécie não desaponta nas pesquisas, quase sempre estando nas primeiras posições quando o assunto é capacidade de aprendizagem. Devido a isso, o adestramento é capaz de ser utilizável e imensamente eficaz.

Benefícios de se adquirir um cachorro Spitz Alemão

Animado e sagaz, o Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia, de pelo abundante e aerado, é extraordinariamente querido pelos amantes de cães suntuosos. Cachorro de luxo no passado, ficou, mas, muito comum.
É um protetor eficaz, atrevido e que pode por vezes se mostrar intrépido. Ele ladra bastante, porque está constantemente sentinela e precisa se manifestar. O Spitz Alemão desconfia de pessoas estranhas e é muito hostil com outros cachorros. Seu adestramento é fácil, porque ele é atento e aberto a comandos.
Este cachorro é extraordinariamente ligado ao proprietário e uma presença contente e esperta, de fácil convivência e muito meigo, não é acanhado nem violento.
Formosos, objetivos e peludos, são inteligentes e fiéis às suas famílias. Apesar disso, não deixe essa fofura enganar você. Esses cães têm cabeças independentes e audáciosas. Eles estão atentos e curiosos sobre o mundo. Apesar do pequenino tamanho, esta espécie tem um latido alto e é ótimo cão de guarda.
São maravilhosos animais de estimação aos mais velhos e aqueles que estão atarefados, porque não é uma raça intensamente submissa. Eles também são adequados para moradores de apartamento ou residências que não possuem um jardim.
São instruídos como cachorros de assistência auditiva. Eles são inclusive excelentes cachorros de terapia e trazem felicidade e consolo aos enfermos e pessoas idosas em hospitais e asilos.

Incômodos usuais ao cachorro Spitz Alemão

enfermidades-spitz-alemao De forma geral, os Spitz são cães resistentes e que demonstram poucos problemas de saúde, conseguindo viver até quinze anos. No entanto, como a maioria das espécies pequenas, os Pomerânias possuem tendência a desenvolver problemas como luxação da patela e distúrbios dentários.
No caso de problemas nos dentes, o principal cuidado precisa ser assegurar que a troca de dentes, que ocorre regularmente em torno dos 6 meses, seja completa. Se o dente de leite não cair voluntariamente, o veterinário deve ser requisitado. Outro problema característico é a inclinação à formação de tártaro. Este distúrbio é facilmente contornado iniciando uma programação de limpeza comum e visitações constantes ao veterinário para controle.
Já as dermatites são menos comuns do que se poderia imaginar. Perante a quantia de pelos, se detectadas devem ser cuidadas rapidamente e por um especialista com a finalidade de evitar que causem a perda de pelo ou formação de feridas na pele.

Como tomar conta de um Spitz Alemão

Apesar de ser um espécime muito dinâmico, ele não costuma exigir exercitação física intensa na rua para despender as suas energias. Um passeio suave e ponderado ao dia é mais do que suficiente a fim de deixar o Spitz Alemão feliz. Entretanto é necessário que todas as pessoas saibam que ele vai exigir atenção ao longo do dia, principalmente depois de ficar muitas horas sozinho dentro de casa ou do apartamento.
Passe a escova e penteie o Spitz, pelo menos, duas vezes por semana com uma escova mais macia e pente de metal. Isto espalha a oleosidade natural da pele e mantém o pelo e pele saudáveis, além de prevenir embolados ou emaranhados. Certifique-se de escovar e pentear o pelo até a pele para retirar todo a subpelagem solta.
Você pode dar banho em cachorros desta raça com a constância que desejar, é capaz de ser toda semana ou mensal, contanto que você use um shampoo suave e condicionador. Caso ele começe com aquele aroma genuíno de cão no meio dos banhos, pulverize um pouco de pó de bebê em seu pelo, deixe descansar algum tempo, e logo depois, penteie-o. Outras necessidades incluem limpeza bucal e cuidados com as unhas.

Crias de cão da raça Spitz Alemão

Os filhotinhos, assim como os maduros, impressionam pela sutileza das formas e pela abundância de pelos. Precisam de ser tomados cuidados específicos com os filhotes até que alcancem a maturidade, a fim de evitar que sofram quedas que sejam capazes de prejudicar o crescimento da estrutura óssea do cão.
É uma perfeita etapa para acostumar o filhote ao ritual da escovação, visto que no decorrer de sua vida madura, sem dúvida, irá ser uma prática incessante. Comece a domesticar seu pequenino parceiro no dia em que ele chegar em casa. O Spitz é um cão bastante inteligente, independente e, por isso, levemente desobediente. Precisam saber que há um chefe que os comanda. Seja tolerante e persistente, tratando-os a todo o momento com carinho e exaltações na ocasião em que fazem a coisa correta. Ensiná-lo inclusive muito cedo a obedecer ao comando de silêncio vai ser muito útil. Como eficazes cães de guarda, sempre vão ladrar para alertar algo esquisito, o inconveniente é quando não param de latir.

Conheça tudo sobre Spitz Alemão

Post navigation