Categoria: Outros

O Cão Beagle

O Cão Beagle

Existem alguns registros da vivência de um cão bastante parecido com o Beagle contemporâneo na Grécia Antiga. Em acordos que foram datados de 433 A. C. há a possibilidade de ler sobre uma espécie de cachorro que possui a capacidade de detectar a presença de coelhos de muito longe.
Com o objetivo de se chegar aos Beagles de hoje em dia, podemos pular certos séculos no tempo, mais exatamente da Grécia A. C até à Inglaterra no século XI, onde existem bastantes registros de várias espécies que foram sendo acasaladas até chegar ao cachorro Beagle que atualmente conhecemos. Com o objetivo de se chegar até aos cães Beagle recentes, duas raças de cães bem especificadas foram mescigenadas: Talbot e Galgos Ingleses. Estas raças são definidas como as mesmas linhagens dos Beagles modernos.
Apesar de cientistas conseguirem traçar a procedência da maioria das espécies de cachorros modernos, no caso do cão Beagle havia um problema nos registros que acabou dificultando o serviço. KEYWORD Outrora, independente da raça de cachorro, se o cão fosse de um porte mediano, ele era chamado de Beagle. Esses documentos tinham datas do século XVIII na Inglaterra. Para se desenvolver uma raça de cães para a caça, em principal de coelhos e lebres, percebe-se nestes documentos desse período variados registros acerca da preocupação em se gerar uma espécie predadora. É evidente que pra executar esta tarefa o faro aguçado era primordial.
No que diz respeito às referências mais modernas, tudo aponta que a base pra a espécie atual tenha sido uma matilha criada pelo reverendo Phillip Honeywood em 1830, também na Inglaterra. Acredita-se que os primeiros cachorros com as particularidades da espécie atual começaram a ser levados para os EUA após o ano de 1840. Foi graças aos Estados Unidos que o Beagle ficou mais famoso. Os cãozinhos norte-americanos ficaram mais renomados naquela região do que no seu país de origem.

Características do Beagle

O Beagle é um cachorro grandemente calmo, aventureiro, inteligentíssimo, muito radiante e meigo. Apesar do seu porte mais baixo, não se iluda: ele é um cachorro bem robusto. Possui orelhas longas que pendem para os lados e pelos curtos, espessos e resistentes. O cachorro Beagle, habitualmente, é tricolor e tem as extremidades de cor branca.
Não há um peso definido pra os cachorros Beagles, é preciso, primeiramente, dar uma olhada no seu porte e tamanho. O cão Beagle pesa entre 8 e 14 kg, e, além disso, mensurar entre 33 e 40 centímetros. Esses dados são da Federação Internacional de Cinofilia.
Os Beagles têm um excelente olfato, o que faz com que ao saírem para uma caminhada, são capazes de sair da vista do seu dono ao perceberem um aroma que atraia a sua atenção. Por isso é importante treiná-los desde pequenos para que possam acatar a seus donos quando necessário.

Temperamento do Beagle

Proprietário de uma personalidade branda e travessa, o Beagle é capaz de ser bastante sonoro, gostar de ganir e latir quando não adestrado da forma adequada. Contudo, não se preocupe: o Beagle é completamente tranquilo de lidar. É um cachorro que cria laços muito fácil com crianças.
São habituados a estarem juntos a outros cães, uma vez que desde a sua origem foram habituados a permanecer em matilhas, porém, apesar do seu temperamento, ele é um cachorro de caça bem eficaz. O cachorro Beagle é capaz de viver tranquilamente, seja em um ambiente urbano ou campestre. É um cachorro que costuma ser bastante malandro.
Por seu temperamento birrento, o mais indicado é que ele seja utilizado desde muito cedo a obedecer a seu dono. Por ser teimoso e o seu adestramento ser complicado, este cão não é recomendável pra proprietários sem experiência ou que não têm pulso firme para adestrá-los da maneira melhor. Diversas vezes ele é visto como “um cachorro que não pode ser adestrado”, já que sua teimosia é bem grande.
Porém, ele possui uma característica comportamental bastante estável. Pela sua valentia e astúcia, eles podem ser vistos, também, como um cachorro alerta, mas não são violentos ou tímidos.

Benefícios de se ter um Beagle

– São cachorros altamente mansos e carinhosos
– Sabem lidar muito bem com crianças pequenas
– São afetuosos
– Lidam bem com o ambiente urbano ou rural
– Detêm uma boa sáude
– São cachorros tranquilos de criar não precisando de tosas incessantes ou escovação todo dia

Pontos fracos

– Tendem a ser destruidores e dar perdido no proprietário
– São indisciplinados e teimosos chegando a ser chamados de “cachorros que não têm a capacidade de adestramento” pelos adestradores
– Possuem disposição à obesidade
– Podem ser muito sonoros e um pouco cansativos na ocasião em que filhotes
– Apesar da sua boa saúde, eles possuem uma propensão a alergias e eczemas
– Outro problema menos comum, é o chamado “Beagle Tail”, que atinge mais cachorros com a base do rabo grosso. O Beagle Tail é uma inflamação das glândulas anais, que forma uma dobra entre o ânus e o rabo, abafando o local e ocasionando inflamação. Possui tratamento com drenagem da glândula, bandagens antissépticos e pomadas anti-Inflamatórias e também antibióticos.

Como tratar de um Beagle

O Beagle é um cachorro incansável e é por causa disso que necessita fazer atividades diárias pra consumir sua energia e para que não se torne triste ou gordo, uma vez que é uma raça bastante gananciosa com comida e possui tendência para ficar gordo. O cão Beagle precisa de uma dieta padronizada e balanceada, de boa qualidade.
A limpeza pode ser feita vez ou outra, a cada quinze dias, com uma excelente escovação ao final para remover os pelos soltos, o que já é satisfatório para conservar a limpeza do cão em dia. KEYWORD Recorde de cortar as unhas algumas vezes, na ocasião em que for preciso, e fazer uma tosa esporadicamente.
Em contrapartida, cuidados especiais devem ser admitidos em relação à região dos olhos e da orelha dos cachorros desta espécie. Se tratando das orelhas – por serem alongadas e caídas – a atenção deve ser total na higiene, pois esta região é muito suscetível ao acúmulo de sujeira levando o cão a sofrer com doenças como a otite.
Com relação aos olhos do cachorro Beagle, a atenção deve ser grande por ser frequente ocorrer a Hiperplasia da Glândula de Harder, também conhecida popularmente como terceira pálpebra, problema que, nos cachorros dessa espécie, cria uma forma de carne esponjosa na área ocular do animal.

Filhotes de Beagle

O segredo da boa harmonia com o cachorro Beagle inicia com a escolha do filhote, o qual deve ser feita toda vez na presença de um criador sério e respeitável. Entretanto não pense que é fácil cuidar de um filhote de Beagle! O Beagle é um cachorro deslumbrante com alma de vagabundo, fiel aos seus instintos de caçador.
Os cães Beagle são capazes de se tornar ótimos companheiros, fazendo uma ótima parceria com seus proprietários ao longo de 14 anos ou até mais, ainda que ele possa mostrar-se “largadão” ou auto-suficiente.
O filhote deve ter um aspecto vivo e alegre e deve mostrar curiosidade e bastante atenção às coisas que ocorrem ao seu redor, sem sinais de temor ou hostilidade. Para se ter um cachorro fácil de se domesticar, selecione um filhote menos medroso ou atrevido.
É muito importante que, quando escolhido o filhote, ele seja tratado com carinho, entretanto lembrando de estipular limites claros pra ele. Deve-se evitar no momento em que o filhote se exceda nas brincadeiras ou que desempenhe coisas erradas. Mostre a seu cão Beagle quem é que manda! Todavia nunca com agressividade. Para alguns especialistas, educar qualquer cão é complicado, entretanto o Beagle torna essa prática ainda mais complicada.

Curiosidades acerca do Beagle

– Você conhece o “Pocket Beagle”? Então, a Rainha Elizabeth I tinha um exemplar dessa raça. Como o próprio nome indica, eles são Beagles de Bolso. Ao longo do seu governo, ela criava uma quantidade de exemplares de cachorros Beagle em suas dependências, chegando a produzir, ainda, uma variação da espécie de tamanho extremamente nanico, que media entre 20 e 23 cm de comprimento.
– No ano de 2013 uma coleção de ativistas adentrou no Instituto Royal, de São Roque, no interior paulista, para libertar centenas de exemplares da raça que eram mantidos no instituto pra servirem de cobaias para testes que tinham como foco auxiliar a encontrar medicamentos e soluções para doenças humanas.
– Devido ao seu faro aprimorado, o cachorro Beagle foi utilizado como um cachorro farejador em aeroportos, pela polícia dos Estados Unidos, para que pudesse detectar drogas ou outros produtos ilícitos.